6 erros cometidos pelas marcas nas mídias sociais

As mídias sociais se tornaram um local comum para exercer o marketing. Saber o que dizer e quando dizer, provavelmente, é a maneira mais objetiva de gerar resultados. Tanto no quesito visibilidade como na lucratividade. Quando se fala em marketing nas mídias, é importante investir tempo em entender o que não fazer ao usar as redes para os negócios.

Confira abaixo os 6 erros mais comuns cometidos por empresas que visam o engajamento, mas deixam a desejar:

Não pesquisar:

O marketing digital só trará benefícios para a marca se ela entender a importância da pesquisa oportuna e completa. O estudo envolve entender quem é o público, em detalhes, isso significa delinear os principais pontos problemáticos de seus clientes-alvo e com que eficácia seu produto os ajuda a lidar com esses quesitos.

Não planejar:

A empresa é capaz de canalizar seus esforços de forma construtiva para atingir metas específicas e definidas, o que significa mais chances de obter resultados. O tempo e os recursos são cruciais para aplicar um plano.

O indivíduo pode otimizar suas campanhas de mídia social para garantir que o seu produto esteja causando o nível necessário de impacto em seu público-alvo. É necessário ter em mente que o planejamento é apenas uma parte do processo e tomar medidas consistentes é a chave para obter resultados consistentes.

Ciência de seus produtos e campanhas:

As plataformas podem viralizar qualquer coisa postada, especialmente quando é algo controverso. Isso pode engajar à fama instantânea ou prejudicar a marca. Ser politicamente correto pode parecer entediante, mas é mais garantido para não “sujar” a imagem.

Em caso de dúvida, aplique o bom senso, como evitar comentar ou postar tópicos controversos. O objetivo é mostrar a consciência do que está acontecendo no mundo, mas aproveitar a força de tópicos influentes, girando-os de uma forma que reflita positivamente.

Não ter os sistemas certos:

É importante configurar os canais de mídia social de uma forma que eles apoiem, em vez de impedir, o tráfego ou a geração de leads. Sem contar que a página precisa ser de fácil acesso e contatação.

Falta de autenticidade e presença:

Os clientes experientes em mídia podem ver através de uma fachada falsa muito rapidamente. Portanto, cada vez mais, as pessoas preferem se ater a marcas que têm uma voz única e individual, especialmente quando se trata da indústria de serviços, onde a marca pessoal é tudo. Em um mercado competitivo, a autenticidade também se destaca como um dos traços mais atraentes.

Deixar tudo para a IA:

A automação não deve substituir o elemento humano quando se trata de marketing nas mídias sociais. Encontrar maneiras de se conectar com seus seguidores de maneira genuína, empática e humana, sempre favorece. Construir um relacionamento autêntico com o público ajuda muito a garantir que eles continuem desfrutando da marca, recomendando-a a outras pessoas e permanecendo fiéis por muito tempo.

Fonte: Adnews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *