Na minha experiência em área comercial de mídia OOH, me dei por conta que esta expressão sempre desconcertava alguns rostos. Nem todos nas salas de negociações sabiam do que eu estava falando. Ouviam atentos as minhas explanações, porém com aquele olhar de ponto de interrogação toda a vez que eu citava o “mercado de OOH”, o não tão famoso “Out of Home”.

Por isso andei pesquisando um jeito de falarmos sobre essa mídia de forma clara e ampla, permeando do significado aos pontos fortes e fracos da mesma, formatos de exibição, mensuração e cases de sucesso. Tudo para ampliar também o seu olhar. Principalmente para você que gere a marca de uma empresa e que, independentemente do tamanho, precisa se posicionar e comunicar. E o que é claro para agências de publicidade e consultores de mídia pode não ser ainda para você.

Considerando que a gente estuda, estuda, e não sabe de nada, aprendi nessa pesquisa que até para quem conhece o assunto, o tema é bom, vale a pena. Esclarece. Dá alternativas. Valoriza. Vamos lá!?

Mídia Exterior no Futuro

Se você acha que os cartazes, pilares informativos e outdoors são coisa do passado para o marketing, saiba que está parcialmente correto. Esses e outros formatos similares de divulgação são realmente muito antigos e nos ajudam a entender o que é mídia Out of Home, mas a verdade é que a OOH ainda tem seu lugar no presente e promete continuar fazendo um tremendo sucesso no futuro.

O maior destaque do momento, porém, é a DOOH, — Digital Out of Home — uma variação da OOH que descreve o uso de monitores digitais para exibição de anúncios. Segundo a pesquisa Global Digital Out of Home Market, até 2022, esse mercado deve ultrapassar os 5 bilhões de dólares.

Também se engana quem pensa que esses espaços publicitários só atendem às empresas tradicionais de bens de consumo. Os grandes players da internet, por exemplo, já perceberam a importância de firmar seu espaço nas ruas, e os impactos são ainda maiores quando esses dois mundos se combinam. O Out of Home é uma das grandes estrelas do marketing de todos os tempos! Então vamos entender melhor…

O que é mídia Out of Home?

O principal objetivo da mídia Out of Home é alcançar pessoas durante seu trajeto por ruas, avenidas e rodovias ou em espaços públicos, como praças, shoppings, parques e exposições. Podemos definir a mídia Out of Home, então, como o conjunto de mensagens capazes de atingir o consumidor fora de suas casas. O exemplo mais icônico de OOH é a Times Square. A famosa intersecção comercial de Nova York já abriga mais de 50 painéis digitais funcionando 24 horas por dia, todos os dias do ano, e o preço de exibição para cada polegada quadrada neles não sai por menos de 5 mil dólares ao mês.

Quais as vantagens que a OOH oferece?

No decorrer da sua história, a mídia Out of Home veio aumentando sua popularidade e seus resultados à medida que as pessoas passavam mais tempo fora de suas casas. Mas, além de contemplar esses padrões de comportamento, o que a mídia Out of Home pode oferecer para um negócio?

Excelente custo-benefício

Anunciar na Times Square pode não ser para qualquer um mas, em geral, o custo-benefício das mídias OOH é bastante vantajoso, mesmo para pequenas empresas. Segundo dados da revista Forbes, o retorno para cada dólar investido em mídia Out of Home gira em torno de US$ 5,97 em receita. E as vantagens desse tipo de publicidade vão muito além de um atraente ROI (Retorno Sobre Investimento).

Poder de impacto

Na atualidade, o Marketing de Conteúdo é uma das principais estratégias adotadas por empresas dos mais variados setores, por ser uma solução engenhosa para atrair o consumidor moderno, que desfruta da liberdade de consumir as informações que quiser, no momento em que desejar. Nesse cenário “on demand”, com bloqueadores de anúncios e comerciais que podem ser facilmente ignorados, a publicidade externa também surge como uma alternativa para as marcas se manterem presentes no dia a dia das pessoas, ainda que de maneira interruptiva.

Amplo alcance

O crescente fluxo de migração para os grandes centros urbanos, a maior presença das mulheres no mercado de trabalho e o próprio aumento da população está povoando cada dia mais as ruas, e todos os esforços da mídia OOH são voltados para atingir esse consumidor em movimento. Milhões de pessoas podem circular pelos mesmos locais todos os dias e, por mais que elas estejam distraídas com suas necessidades e compromissos, é inegável que várias delas serão impactadas pelas mensagens que cruzarem seus caminhos.

Eficiente para divulgação em massa ou segmentada

As características gerais e particularidades das pessoas que transitam pelas ruas podem variar significativamente, entretanto, é possível distinguir grupos específicos ao considerar diferentes variáveis, como o horário, dia da semana, destino e, principalmente, a localização. Sendo assim, a mídia Out of Home se revela uma estratégia eficiente tanto para empresas com uma audiência ampla, que precisam atingir grandes massas, quanto para organizações que trabalham com nichos específicos.

Na semana que vem falaremos de formatos de mídia OOH e métricas de mensuração. Porque tem como fazer mídia OOH e tem como medir. Então me acompanha nesse caminho! Entender é ampliar possibilidades:)

Juliana Silveira é co-founder da Dtail Gestão de Conteúdo e criadora do blog New Families, onde escreve semanalmente com um olhar de sensibilidade única sobre o recomeço da família após o divórcio. É também autora do livro Divórcio: A Construção da Felicidade no Depois.

Juliana Silveira

Author Juliana Silveira

More posts by Juliana Silveira

Leave a Reply