Em tempos nos quais as soluções digitais de comunicação crescem e constituem uma boa salada de frutas de criatividade e resultado misturadas às mídias convencionais, surgem ideias que desafiam o que conhecemos como efetivo no marketing.

Há quase cinco anos estive na NRF, em Nova Iorque. Nesta feira internacional voltada ao varejo, tudo exposto e falado lá, no congresso do evento e nos corredores, nos fazia atentos à promoção de experiência no ponto de venda das marcas, que buscasse realmente o toque marcante nos seus clientes. 

O desafio era criar uma presença viva do produto ou serviço na realidade dos visitantes, a ponto de criar uma real conexão, seja com os valores da pessoa, seja com as atividades cotidianas dela. Que trouxesse familiaridade, gerasse emoção, construísse desejo por se entrelaçar, ou mesmo saber mais sobre aquilo tudo. E então criar o desejado vínculo, a simpatia, a confiança e o encantamento por aquele ambiente da marca e seus oferecimentos. 

Conteúdo para engajar

Imaginem que em lojas multimarcas e grandes magazines, de inúmeros departamentos, se tornar “aparente”, relevante e conectado aos clientes, é ainda mais desafiador. Sem a retaguarda da marca no ambiente comercial, a solução precisa ser criativa mesmo, para trabalhar com respeito ao seu espaço e aos demais produtos do ponto de venda, administrando ainda a preocupação em não gerar um impacto exagerado, agressivo e atrapalhado junto a quem mais interessa.

Eis que naquela época já se falava muito em produção de conteúdo como forma de criar engajamento. Produtos nas prateleiras e vendedores já não vendiam mais, e agora ainda menos. Mas como conectar conteúdo e ponto de venda? Como conversar profundamente com os clientes no “salão de festas” da nossa marca, quando lá temos que atender ao cliente, demonstrar nossas soluções, criar relacionamento e deixar uma boa impressão? É muita coisa quando se tratam de visitas de segundos ou poucos minutos, quando o nosso desejo é de que fossem horas…

Alta tecnologia

Pois bem. A H Mídia, essa empresa gaúcha que há quase vinte anos trabalha com exposição de marcas, buscando comunicar e criar vínculos fortes com as pessoas, foi buscar uma solução de ponto de venda que, combinada com os meios convencionais de comunicação, acessasse cliente com conteúdo, valores e emoção. E com o movimento dinâmico de uma conversa. Que tornasse o ambiente mais valioso da marca, a sua “casa”, um lugar multimídia, um palco para o encantamento, ou mesmo, uma sala de bate-papo. 

E achou na Ásia. No berço da tecnologia em LED, encontrou uma solução digital que propicia essa comunicação tão desejada pelas marcas, de forma moderna, encantadora, brilhante, dinâmica, mas que não tirasse do seu ambiente de produtos e serviços, o lugar de honra dos itens do seu portfólio, das suas pessoas, do seu negócio. Sua atividade fim, afinal.

Vitrines LED

Painéis transparentes comunicam vídeos, contam histórias, promovem demonstrações de produtos e serviços, e os colocam na vida das pessoas através das paredes de vidro das lojas de shopping e mesmo das de rua. Permitindo se enxergar através delas, a vida do negócio das marcas. 

Entre histórias produzidas pelo marketing das empresas e os expositores dos pontos de venda e seus colaboradores, fica tudo exposto na mesma tela. Pela vitrine. Com transparência e inovação. Mostrando seu conteúdo, sem desprezar seu salão de festas e suas pessoas. Tudo junto misturado. Tudo integrado. Comunicando quem a marca é, a que veio, e como faz tudo acontecer. Tudo no mesmo lugar.

Não é legal? Eu amei! A anos da NRF que abriu esta reflexão sobre forma e experiência, vimos amadurecer ideias e a tecnologia e a inovação unirem-se ao meio analógico no qual vivemos. Aqui, pertinho da gente. Constituindo mais uma solução “brilhante” para o mercado nacional.

As Vitrines em LED chegaram a Porto Alegre, e já estão espalhadas por aí. 

Fica atento e depois me conta! 🙂

Juliana Silveira é co-founder da Dtail Gestão de Conteúdo e criadora do blog New Families, onde escreve semanalmente com um olhar de sensibilidade única sobre o recomeço da família após o divórcio. É também autora do livro Divórcio: A Construção da Felicidade no Depois.

Juliana Silveira

Author Juliana Silveira

More posts by Juliana Silveira

Leave a Reply