Você sabe do que se trata o marketing de influência?

O “tio Google” diz o seguinte: “Marketing de influência é uma abordagem de marketing que consiste em praticar ações focadas em indivíduos que exerçam influência ou liderança sobre potenciais clientes de uma marca. Como benefício, os influenciadores interferem nas decisões de compra dos clientes a favor de uma determinada marca.”

Em resumo, marcas reconhecem o poder das pessoas e suas comunidades na comunicação. Pessoas fazem marcas, afinal. Parece idealista, mas a gente vem falando bastante disso aqui. São as pessoas que encantam as pessoas. Que às tocam, que às admiram, que geram reflexão, mudança, que às convencem ou são por elas convencidas. Então surge a figura do “influenciador” para consolidar essa verdade.

Cada vez mais as marcas estão entendendo o potencial de se trabalhar com influenciadores, fazendo com que o chamado marketing de influência represente uma grande parte das estratégias das companhias. Com esse cenário, os produtores de conteúdos são mais confiáveis e ganham relevância (me dei bem!).

Para entender um pouco melhor como será este mercado em 2021, o estudo da FleishmanHillard levantou algumas tendências globais detalhados na matéria da Meio & Mensagem dessa semana…

Aqui trago highlights relevantes dessa matéria bárbara que valoriza gente como a gente, não é legal isso? É. Então vamos lá para o que vai valer nesse jogo!

  • Notícias: Um dos insights do relatório diz respeito às notícias que são, na verdade, uma mistura de jornalismo, informação, opinião e conteúdo. De acordo com o levantamento, as marcas precisam continuar ouvindo, não apenas aqueles que sabem ser influentes em sua categoria ou setor, mas também usam a descoberta para identificar aqueles que podem ser especialistas insólitos, que estão compartilhando conteúdo que seus seguidores estão interpretando como notícias ou conteúdo relevante sobre um determinado assunto ou tema.
  • Conteúdo patrocinado: O relatório ressalta que conteúdo patrocinado não espanta seguidores e nem diminui o engajamento. Dessa forma, em 2021 o público continuará se engajando e confiando no conteúdo patrocinado tanto quanto orgânico e as marcas poderão ficar menos nervosas em relação a isso.
  • Os tipos de postagem estão em evolução: A pandemia acelerou a tendência em direção a conteúdos menos roteirizados, encenados e filtrados. Há uma expectativa dos seguidores para que os influenciadores criem a sua própria autenticidade.
  • Fluxos de receita alternativos: Muitas marcas passaram a se interessar por programas de afiliados e links que dão comissão aos criadores de conteúdo.
  • Criatividade: A pandemia gerou conteúdo mais criativo da parte dos influenciadores. O estudo prevê que, em 2021, as marcas continuarão a trabalhar com influenciadores como um recurso de geração de conteúdo, mas precisarão exercitar a criatividade para manter esses formatos novos e envolventes.
  • Microinfluenciadores são poderosos: Microinfluenciadores são considerados por fornecerem grande valor às marcas com sua capacidade de acessar micro comunidades bem definidas.
  • Diversidade: Para desenvolver um elenco de influenciadores cada vez mais diversificado, as marcas precisarão demonstrar um compromisso interno e externo à diversidade e inclusão.
  • Nivelamento: Busca por padronizar a compensação e treinar influenciadores para se tornarem negociadores experientes.
  • Social Commerce: Reunindo confiança, conveniência e comércio social, as postagens se tornarão uma parte importante das compras do consumidor neste ano.

É mole? Abriu-se espaço para todos que tem algo a dizer com criatividade, frequência, confiabilidade, honestidade e agora, profissionalismo. Um campo aberto para marcas e pessoas interagirem pessoalmente, mesmo que em meio digital. Unindo vidas com vidas e assim, seus interesses.

Gostei muito disso, todos ganham. Todas as mídias. Basta que sejamos relevantes, o que deveria ser uma busca constante e agora será 🙂

Juliana Silveira é co-founder da Dtail Gestão de Conteúdo e criadora do blog New Families, onde escreve semanalmente com um olhar de sensibilidade única sobre o recomeço da família após o divórcio

Juliana Silveira

Author Juliana Silveira

More posts by Juliana Silveira

Leave a Reply